16 de dezembro de 2009

esposa dos anos 50.


Os seus filhos eram para ser meus, suas roupas deveriam ser lavadas e engomadas por mim, seu jantar quem deveria requentar era eu, pela manhã com as roupas separadas em cima da cama era pra você saber que tem uma mulher e essa mulher deveria ser eu, antes de sair e depois de chegar em casa era os meus lábios que você deveria beijar, era para mim que você deveria perguntar qual o melhor presente para dar a sua mãe, qual gravata combina mais com tal camisa, que restaurante eu prefiro ir no dia do nosso aniversario de casamento, era pra mim que você deveria guardar todos os olhares, todos os teus desejos, era comigo que você deveria fazer sexo sem-graça de terça feira, era pra mim que você deveria contar os problemas no final da noite, deitado na cama enquanto eu tentava ler qualquer coisa, ou pensava no que eu iria fazer para o almoço de amanha, é com você q eu desejava viver o resto da minha vida, sendo tua mulher te satisfazendo e vendo florescer a satisfação em ambas as partes por que minha felicidade é feita da tua. Deveria ser eu que iria ler nos teus olhos teus sentimentos, deveria ser eu que te incentivaria a pegar a promoção para ser promovido, era eu quem deveria estar segurando no seu braço enquanto você caminhava na direção da mesa do seu chefe num restaurante que ele pensava que era o único a freqüentar, era comigo que você deveria ter seu sétimo filho, era comigo que você deveria comprar aquela casa de praia, era comigo que você deveria ir a concessionária fazer um novo financiamento, era comigo que você deveria conhecer Barcelona, era comigo que você deveria velejar os sete mares, era comigo que você deveria viver a vida, era comigo que você deveria estar, para todo o sempre.

3 comentários:

Nine disse...

Uhhh...

casamento, morte lenta...
Mas gostei do texto. você consegue deixar graciosa uma coisa que não suporto. hahahahah

beijoO.

Mariana Frazão disse...

Enfim te achei mulher (:
ameei o texto, muito bom, mas sem dúvidas casamento não é pra mim =/
Beijo Ray :*

Estéphanie Mognatto disse...

Também penso coisas assim =O!

Enfim, adorei muito ler isso! hauahuahu


bjo...