2 de março de 2009

Inadmissível, Intolerável, Incabível, Inoportuno, inconveniente, insuportável.



As coisas são como devem ser

As folhas caem no outono

As flores brotam na primavera

O bronzeado se deve ao verão

E as lagrimas ao inverno

O sujo não fala do mal lavado

Uma bicicleta não corre mais q um ônibus

Iisso é fato e com o tempo nós aceitamos

Agora o q é fato mas não da pra aceitar

É pobres beberem caldo knor quando isso para nos é tempero

É o consumismo chegar ate onde o IDH é o mais baixo do Brasil

É uma criança querer uma boneca que chora e uma mãe chorar pq não pode dar e pq provavelmente  nunca nem viu uma coisas dessas pra vender.

É uma mulher ter 21 filhos pq so assim vai ter mais bolsa família, e 1500 reais por filho pra ajudar nos custos da gravidez.

É um empregada ganhar 40 reais por mês quando uma diária em são Paulo é 50.

E o absurdo maior é o fantástico terminar uma reportagem q trata disso e pedir para nóóóós fazermos um vídeo falando em q o Brasil tem q mudar para melhorar a NOSSA vida ..

isso é Inadmissível, Intolerável, Incabível, Inoportuno, inconveniente, insuportável.

Comassim a noooooooooooooooooooossa vida?

Qm é egoísta ao ponto de num momento desse achar q sua vida é ruim ?

Vc tem água encanada, eletricidade, comida, knor como tempero, e com certeza teve vários brinquedos, e ainda tem dinheiro para pagar tudo isso, como é q vc pode pensar nessa hora em querer mudar a sua vida?

Alguém tem q abrir os olhos, me sinto impotente em relação a isso, o mínimo q eu posso fazer e faço é tentar dar valor, me satisfazer com o básico e abraçar a minha torneira, beijar meu interruptor, chorar olhando pra minha caixinha de temperos e pensar q alguém poderia ser mais feliz com o meu urso tedy. Prometo q assim q puder fazer algo pra mudar essa situação eu estarei fazendo.

Ao menos os seus olhos eu conseguir abrir, certo ?



2 comentários:

Thaysa Oliver. disse...

booaaaa!
amei o texto...
Vi essa reportagem no fantástico, e realmente é um absurdo!
Parabéns Rayza

Bruna Buh. disse...

Vi a reportagem também, e eu e minha mãe vamos fazer uma mini campanha pra levar comida, boneca, esse tipo de coisa pra lá, por enquanto tá só no papel e na esperança...

Entendo totalmente seu desabafo!!

Beijo, Ysa ;*