4 de maio de 2010

tua.


hoje chorei por você, fazia tempo que não o fazia. chorei o nosso fim, chorei a nossa incompatibilidade de almas, chorei pelo amor que você dedica a ela, chorei o homem que você é. chorei muito mesmo pela certeza da volta que nunca acontecerá. eu vi um penhasco e me joguei, cai bem em cima de você, você me acolheu, tratou de minhas feridas e me deu uma paz que a tempos eu nao sentia. Mas acabou, e outro penhasco se materializou, a diferença é q esse nao tem fim, sem ti eu sou queda. Não queria dizer, mas hoje acordei e senti q eu flutuava, matei minha saudade de teu beijo, sonhei que eras novamente meu, e eu podia te beijar e te sentir a hora que eu quisesse, e parecia tão real quanto o nosso fim. É, o teu antigo amor chorou, eu. Te teve, rapida e ilusoriamente, mas teve. hoje o aniversario é teu, mas quem ganhou o presente fui eu.


2 comentários:

Amanda Luíze disse...

A angústia da saudade daquilo que não foi vivido é pior do que a dor a saudade daquilo que a gente viveu. Perder alguém de quem a gente gosta muito é sufocante. A gente tenta esquecer e quando pensa que esqueceu acontece algo que nos faz lembrar. Sonhar é tão bom e quando é com quem a gente ama... Nossa! O dia fica mais bonito.

Beijos

Danielle Erilane disse...

Perfeitooooooo.. ja sentii issoo tudo aii durante um longoo tempo!!! hehehe