5 de fevereiro de 2010

ABSINTO

Um gole
Beijos
Dois goles
Queijos
Três goles
Only with myself
Quatro goles
Insanidade
Cinco goles
Beijos Unissexuais
Seis goles
Bora sininho
Sete goles
Sexo oral com palavras
Oito goles
Masturbarção com o abecedário
Nove goles
Gozo existencial
Décimo Gole
Atingi o ponto G, do meu Ser.

Rayza Santiago & Katarine Lins

3 comentários:

Nine disse...

Uau!
Dez goles é muuuito absinto!
rsrsrs...
acho que eu já teria entrado em coma alcoolico antes dos beijos...
rsrsrs...
mas amei...lembra-me o jeito dos romãnticos da fase byronista...
Escrever um pouco bêbado.
é uma filosofia de vida.
Nas palavras do alvares de azevedo:
Bebamos cavalheiros, bebamos!

Estéphanie Mognatto disse...

ui Ui Ui...
beber é um perigo rs

Pettrhus Santiago disse...

Uma das melhores poesiasm sei lá o q danado eh! mas ficou muuuuito massa! boa rayza, continue assim!